Enem 2018 - Questão 92 (Caderno 7 - Azul - 2ª Aplicação)

(Enem 2018) O terremoto e o tsunami ocorridos no Japão em 11 de março de 2011 romperam as paredes de isolamento de alguns reatores da usina nuclear de Fukushima, o que ocasionou a liberação de substâncias radioativas. Entre elas está o iodo-131, cuja presença na natureza está limitada por sua meia-vida de oito dias.

O tempo estimado para que esse material se desintegre até atingir 1/16 da sua massa inicial é de


Atingir meia-vida significa perder metade da massa. Para perder 1/16 da massa é necessário atingir 4 meias-vidas:

  • com uma meia-vida perde-se $\frac{1}{2}$
  • com duas meias-vidas, $\frac{1/2}{2} = \frac{1}{4}$
  • com três meias-vidas, $\frac{1/4}{2} = \frac{1}{8}$
  • com duas meias-vidas, $\frac{1/8}{2} = \frac{1}{16}$

Cada meia-vida leva oito dias, assim, o tempo estimado para 4 meias-vidas é de 4×8 = 32 dias.

Resposta: d

Postar um comentário